quinta-feira, 23 de junho de 2011

Manuela... entre reticências e exclamações!

Ela não sabe nada
 mas pensa que sabe tudo.
Pensa que é alguma coisa
 como se ser coisa fosse coisa alguma...
Ela já quis ser do circo
 mas despencou do trapézio...
Já quis ser atriz, mas depois não quis!
Já quis cantar, mas o grito calou sua voz
Já quis ser dançarina
 mas seus passos a levaram para longe.
Já quis ser médica
 mas seu medo levou-lhe a coragem e o tempo

Já quis ser escritora  
mas o dinheiro levou suas palavras
 e ela virou um fantasma...

ah, Manuela!
Abre seu olho
 que viver não é só amar com alguém no coração
 nem entre as pernas...
Já quis ser tantas e muitas
que acabou em coisa alguma
 uma sonhadora a purgar no mundo real

Nenhum comentário:

Postar um comentário