sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Bar Antigamente ou O Brinco Perdido ( Livres versos ao estimado amigo)

aguardando check-in pousada em poesia.

O beijo ficou bem guardado
nas dobras do nosso passado
O abraço tão bem represado
transbordou pra fora de mim
bastou seus olhos de amêndoas
seus risos sem sisos
desejo confesso e o beijo enfim
nunca houve ponto final
reticente em minha saudade
se fez continuativo e fim...
Guardei o brinco vermelho
o outro se perdeu em seu beijo
levo comigo o brilho escarlate
e ele me diz: não foi sonho!
é tudo verdade.
pretérito se fez presente
futuro se faz ausente
eu gosto que seja assim
amor sem tempo verbal
Afeto-vontade atemporal
homem-menino-bonito
agora acredito: nunca sonhei!!!
Você é real. Você é real.

Do you remember?

9 comentários:

  1. Como sempre me fazendo imaginar cenas, pessoas, expressões faciais... e por aí vai...
    Obrigado!!!!

    ResponderExcluir
  2. Poema gracioso, belos os sentimentos que revive.

    ResponderExcluir
  3. Já perdi a conta de quantas vezes já li esses versos :)

    Adorei...

    Bjs do seu amigo Wile Coyote ;)

    ResponderExcluir
  4. nunca houve ponto final
    reticente em minha saudade
    se fez continuativo e fim...

    e ainda me diz q é uma tentativa..sua louquinha...
    bjão e mta poesia

    ResponderExcluir
  5. Tento poesia, eu que sempre fui prosista...daí dizer que é uma tentativa :)

    ResponderExcluir