segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

A mulher economicamente inviável.

imagem colhida no google


"A Mulher economicamente inviável"


...ela ouvira, olhos arregalados, que era uma mulher economicamente inviável. Resumindo em uma palavra: Pobre.
Perplexa, tentou explicar que Dele só precisava de Amor, e que gostava de trabalhar, até vendia palavras... Ele, calmamente, tentou explicar também que não poderia amar Aquela que Ele não se sentia em condições plenas de ajudar. Dele, só interessava à Ela o Amor, Ela ainda tentou explicar mais uma vez. Essa parte (parece) Ele não entendeu. Ela perguntou se Ele queria que Ela sumisse. Ele disse que sim.
Ela se rendeu, entendeu o quão obsoleto é o amor (dessa vez, em letra minúscula). Caminhou para a cozinha e foi fazer os seus doces.

                                                                        Fim




9 comentários:

  1. O seu e o dele é muito bom! Textos agradáveis, afiados. Gostei pacas!

    Zé.

    ResponderExcluir
  2. Sabe que me vi aqui.... ontem, hoje e talvez sempre com meus obsoletos amores.

    ResponderExcluir
  3. Você e o Pai são Um, e sendo ele o Criador do Universo, independente de como o veja, Você é Rica!

    ResponderExcluir
  4. amor sempre amor..
    Anth.

    ResponderExcluir
  5. alguma coisa tinha que sobrar adocicado...




    uma impressão expressa?
    muito bom aqui!

    =)

    bj meu

    ResponderExcluir
  6. Repito:
    Lembrei de Cora... Coralina.

    Ah... O Alan é show... músicas lindíssimas!
    ;)

    ResponderExcluir