segunda-feira, 12 de março de 2012

A Grande Cama.

colhido no google

Ela dormia em uma grande cama. Era linda aquela mulher, ao menos é o que diziam. Dormia em uma cama grande e vazia, e a solidão de algumas noites enluaradas a faziam parecer ainda maior. Ela era praticamente feliz. Tinha casa, criança, bicho de estimação, televisão e até ex-marido...e a tal cama gigante, tantas vezes amiudada em noites de romance que já não estavam mais lá.

Começou, então, a se sentir cansada de amanhecer todos os dias na diagonal. Ainda sonhava, mesmo não sendo assim tão jovem, com o grande amor que lhe atropelaria o corpo com pernas e braços depois de alguma erupção ou mesmo depois de um dia cansado. Era triste, muito triste, pensar-se bem velhinha e acordando invariavelmente na diagonal. Triste pensar em homens partindo um minuto antes do primeiro raiar de luz sob a alegação de que "dormir é mais que sexo". E para Ela, era mesmo...Ainda sentia saudade daquele queixo encaixado em suas costas, aquele único queixo que lhe dava a sensação de que nada no mundo a faria desabar em pleno voo. Aquele queixo que quase sempre ia embora, tão apegado que era ao seu futton...

Pois sim, Ela queria mais. E menos. Mais afeto, menos espaço. Não queria soterrar de vez sua condição feminina. Não queria ter que, Ela, sair na ponta dos pés "para não se sentir demais" sempre que um novo dia se anunciava. Não queria homens leais à sua própria "cama-mãe", compartilhada com extrema parcimônia dos que não se jogam no Amor/Paixão sem paraquedas.

Não teve jeito. Diante de tanta impossibilidade de transformar o outro mundo, o mundo que habita individualmente cada vida humana, comprou uma cama de solteiro. Miúda como ela, que sempre gostou de vermelho. E parou com seus devaneios de piqueniques em arranha-céus e parques floridos com toalhas xadrezas e margaridinhas. Aprendeu a andar sozinha. Será que desaprenderia? 


Mentiras...

2 comentários:

  1. Linda, tão linda, embelezando ontem com poesia as calçadas do Jobi...comprei seu livrinho 1 e 2. Dica: Não deixe de assistir "Heleno". Lembra de mim?
    Seu jeito sincero
    Sua boca vermelha e longe
    Sua carreira escarlate
    Passo solitário
    Fome de loba...(em vender poemas)
    me senti invisível como nunca antes.

    ResponderExcluir
  2. Concordo, Claudinha. Cama grande e o status "estar solteira" não combinam, melhor seria se existisse uma cama (casal/solteiro), daí poderíamos "escolher" a cama de acordo com o nosso "status" ( palavra esta que ABOMINO!!!!).

    Beijos,
    Gisa

    ResponderExcluir