sexta-feira, 20 de abril de 2012

Fora do ar.

arquivo pessoal

Caneta e papel, vou seguir rabiscando assim o meu pensar. Um tempo fora do ar. Doces para enrolar. Tempos outros. Qualquer hora (quem sabe) volto a sonhar. Deixo aqui mais de cento e cinquenta textos pra quem gostava dessa casa rosa. Até qualquer dia. Quem sabe?

Nenhum comentário:

Postar um comentário